Prefeitura de João Neiva inicia amanhã (05) vacinação contra a Covid-19 em pessoas com comorbidades

Imagem ilustrativa.

A partir de amanhã (05) a Prefeitura de João Neiva, através da Secretaria de Saúde (Semsa) e sob orientação do Estado do Espírito Santo, iniciará a imunização da 1ª dose contra a Covid-19 no grupo de pessoas de 18 a 59 anos que possuem comorbidades, ou seja, que possuem doenças pré-existentes. A vacinação acontece em todas as Unidades de Saúde, de 7 às 16h30.

Segundo a Resolução CIB nº 048/2021, como comprovação para a imunização a pessoa deverá apresentar um dos seguintes documentos: laudo médico, declaração do enfermeiro do serviço de saúde onde o usuário faz tratamento, além do documento de identificação com foto. O cidadão deverá levar duas cópias do documento comprobatório, uma vez que os serviços de vacinação deverão reter o documento.

Quanto à data do documento comprobatório, para condições permanentes deverá ser de 2018 em diante, ou seja, dos últimos três anos. Para condições adquiridas e transitórias o documento deve ter sido emitido nos últimos 90 dias.

As comorbidades que fazem parte desse grupo neste momento são:

GRUPO DE COMORBIDADES

DESCRIÇÃO
Diabetes mellitus Qualquer indivíduo com diabetes.

Pneumopatias crônicas graves

Indivíduos com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos, internação prévia por crise asmática).

Hipertensão Arterial Resistente (HAR)

HAR= quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos anti-hipertensivos.
Hipertensão arterial estágio 3 PA sistólica ≥180mmHg e/ou diastólica ≥110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade.
Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade.

Insuficiência cardíaca (IC)

IC com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association.

Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar

Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária.

Cardiopatia hipertensiva Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvo).

Síndromes coronarianas

Síndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós Infarto Agudo do Miocárdio, outras).

Valvopatias

Lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras).

Miocardiopatias e Pericardiopatias Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática.

Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas

Aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos.

Arritmias cardíacas

Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atriais; e outras).

Cardiopatias congênitas no adulto

Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico.

Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados

Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência).
Doença cerebrovascular Acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular.
Doença renal crônica Doença renal crônica estágio 3 ou mais (taxa de filtração glomerular < 60 ml/min/1,73 m2) e/ou síndrome nefrótica.
Imunossuprimidos Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas.
Hemoglobinopatias graves Doença falciforme e talassemia maior
Obesidade mórbida Índice de massa corpórea (IMC) ≥ 40
Síndrome de down Trissomia do cromossomo 21
Cirrose hepática Cirrose hepática Child-Pugh A, B ou C

 

A aplicação das doses contra o novo coronavírus será dividida em duas fases. Segue abaixo cronograma para a imunização contra a Covid-19, de acordo com a idade e com a respectiva comorbidade. A prioridade é a “Fase I”, seguida da “Fase II”:

Fase I
a) Faixa etária entre 18 e 59 anos de idade:
- Pessoas com Síndrome de Down ou deficiência intelectual/mental (autismo, paralisia cerebral ou outras síndromes que desencadeiam a deficiência intelectual/mental);
- Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise);
- Pessoas com fibrose cística;
- Gestantes e puérperas com comorbidades pré-determinadas no Plano Nacional (PNO);
- Pessoas com obesidade mórbida (índice de massa corpórea - IMC ≥40).

b) Faixa etária entre 55 e 59 anos de idade:
- Pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Fase II
a) Faixas de idade de 50 a 59 anos; 40 a 49 anos; 30 a 39 anos; e 18 a 29 anos (a vacinação será em ordem decrescente):
- Pessoas com comorbidades pré-determinadas no PNO;
- Gestantes e puérperas independentemente de condições pré-existentes;
- Restante das pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) que não foram contempladas na fase I.

De acordo com o enfermeiro Lindomar Soprani, que trabalha no Centro de Referência para Covid-19 de João Neiva, mesmo com a aplicação das doses ainda são necessários os cuidados relativos à prevenção da doença. “As pessoas devem continuar se prevenindo com o uso da máscara, mantendo o isolamento e o distanciamento social e higienizando as mãos. Os cuidados devem ser mantidos até a aplicação das doses contra o novo coronavírus em todos”.

Ele completa informando que mesmo recebendo os imunizantes a pessoa ainda pode contrair o vírus e repassar para quem ainda não recebeu a vacinação. “Até o momento as informações que temos é que os sintomas nessas pessoas que receberam a dose contra a Covid-19 possuem menos chances de ter sintomas graves, pois terão menos complicação viral, porém, quem ainda não se imunizou pode contrair o vírus e ter sintomas agressivos. Por isso, a necessidade de aplicar a vacina em todos antes que a vida volte ao normal”.

Sumaida Zuccolotto
Comunicação

Publicado em terça-feira, 04 de maio de 2021

Atualizado em terça-feira, 04 de maio de 2021

ACOMPANHE A PREFEITURA

Horário de Atendimento

O funcionamento da Prefeitura Municipal de João Neiva é Segunda a Sexta 07:00 às 11:00 e 12:30 ás 16:30

Fale Conosco

Telefone: (27) 99986-7050
E-mail: ouvidoria@joaoneiva.es.gov.br

Endereço

Av. Presidente Vargas, 157 - João Neiva - ES