O verão está chegando, hora de se prevenir da dengue

De  Priscila Moreschi
07 de dezembro de 2023 às 10h23.

O mosquito da dengue é um pequeno vilão que pode causar danos graves à saúde

Não tem jeito. Com o tempo chuvoso ele é sempre uma ameaça. O mosquito da dengue aproveita o tempo úmido e quente para se reproduzir e encontra no verão o reduto certo para se proliferar. Com isso aumentam as chances de causar uma epidemia.

Fique atento aos principais sintomas da dengue: febre alta, dor de cabeça, dor nos olhos, dores nas articulações, nos músculos e muito cansaço. Também é comum náuseas, falta de apetite, dor abdominal, podendo até ocorrer diarreia e vermelhidão na pele. Ao apresentar alguns desses sintomas, procure o médico imediatamente.

De acordo com a assessora de Vigilância em Saúde Vanessa Zanqui Cecato, um dos tipos mais preocupantes da doença é a hemorrágica: “A dengue hemorrágica é a mais perigosa e acomete mais as pessoas que já pegaram a doença em sua forma clássica, geralmente mais branda”.

A melhor maneira de evitar o vírus da dengue é impedir a proliferação do mosquito aedes aegypti com medidas muito simples: Descartar o lixo da forma correta, tampar qualquer recipiente que contenha água e limpar o quintal. Pneus, pratinhos de planta e a bandeja da geladeira devem ser limpos periodicamente para evitar o acúmulo de água parada.

São ações simples que podem evitar uma doença fatal. O objetivo é evitar que as fêmeas aproveitem desses locais para colocar os ovos e ocorra a proliferação do mosquito. Sem mosquito, sem dengue.

A prevenção sempre é o melhor remédio. O uso de inseticidas e outros produtos químicos para conter o avanço do mosquito da dengue além de causar danos à saúde humana e animais, só consegue eliminar os mosquitos adultos. Na fase ovo, larval e pupa do inseto, os produtos químicos não fazem efeito. E para piorar, um ovo de aedes aegipyt pode sobreviver a mais de um ano em lugares secos, aguardando a chuva chegar para se desenvolver.

Dengue em João Neiva – De janeiro a novembro deste ano, foram notificados 314 casos suspeitos do aedes aegypti, sendo cem desses confirmados como positivos. A Prefeitura de João Neiva, por meio da Secretaria de Saúde (Semsa), mantém as ações rotineiras e pontuais de prevenção, mas precisa contar com a colaboração da sociedade para evitar casos da doença no verão.

Além da dengue, o aedes também causa a chikungunya e a zica.

REDES SOCIAIS

  • Ícone do Youtube
  • Ícone do Facebook
  • Ícone do Instagram

Atendimento ao Público

  • O funcionamento da Prefeitura Municipal de João Neiva é Segunda a Sexta 07:00 às 13:00

Fale Conosco

  • WhatsApp: (27) 99613-1425
  • E-mail: ouvidoria@joaoneiva.es.gov.br

Endereço

  • Av. Presidente Vargas, 157 - João Neiva - ES

Copyright © 2023 Prefeitura Municipal de João Neiva. Todos os direitos reservados.

Logo da Ágape

Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com as condições contidas nela.